Moodle é um sistema de administração de actividades educacionais destinado à criação de comunidades on-line, em ambientes virtuais voltados para a aprendizagem. Criado em 2001 pelo educador e cientista computacional Martin Dougiamas, a plataforma está em desenvolvimento constante, tendo como filosofia uma abordagem social construtiva da educação.

O Moodle é Open Source, ou seja, aberto, livre e gratuito. Isso significa que pode ser carregado, utilizado, modificado e até distribuído. Apesar de possuir um copyright, pode ter o seu código fonte alterado ou desenvolvido para satisfazer as necessidades específicas.

A palavra Moodle referia-se originalmente ao acrónico “Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment”, que é especialmente significativo para os programadores e académicos da educação. É também um verbo que descreve o processo de navegar despretensiosamente por algo, enquanto se faz outras coisas ao mesmo tempo, num desenvolvimento agradável e conduzido frequentemente pela perspicácia e pela criatividade.

Assim, o nome Moodle aplica-se tanto à forma como foi feito, como a uma sugestiva maneira pela qual um estudante ou um professor poderia integrar-se estudando ou ensinando num curso on-line.

Muitas Universidades e Escolas já utilizam o Moodle, não só para cursos totalmente virtuais, mas também como apoio aos presenciais. Também é indicado para outros tipos de actividades que envolvem formação de grupos de estudo, treino de professores e até desenvolvimento de projectos. Existem ainda outros sectores, não ligados directamente à educação, que utilizam o Moodle como, por exemplo, empresas privadas, ONGs e grupos independentes que interagem na Internet. (fonte: www.ufjf.uab.br)

Last modified: Tuesday, 22 October 2013, 3:38 AM